Governo de Rondônia
Quarta, 03 de março de 2021

ECONOMIA

Servidores estaduais recebem a primeira parcela do 13° salário nesta sexta-feira

14 de julho de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Palácio Rio Madeira, sede do governo de Rondônia

Palácio Rio Madeira, sede do governo de Rondônia

Os servidores estaduais recebem nesta sexta-feira (15) a primeira parcela do 13° salário. Com o pagamento, serão injetados no comércio de Rondônia cerca de R$ 177 milhões, segundo o secretário estadual de Finanças, Wagner Garcia de Freitas.

O secretário afirma que o estado faz um controle fiscal diário para manter as contas públicas em equilíbrio e conseguir pagar a folha de servidores bem como os fornecedores do governo. Garcia explica que esse trabalho de ajuste das contas vem sendo feito desde que começou a crise econômica mundial. “Nessa época, o governador Confúcio Moura, já prevendo uma recessão, reuniu a equipe e determinou medidas que hoje estão garantindo o equilíbrio das contas”, afirmou o secretário.

Entre as medidas para conter gastos, estão o controle da frota de veículos, redução de diárias entre outras medidas, que somadas fazem a diferença e garantem as contas públicas em dia. “Esse controle é fundamental, porque se descuidarmos e tiver um aumento nas contas a pagar pode comprometer a folha de pagamento dos servidores e o pagamento dos fornecedores. É uma missão árdua e diária”, ressaltou Wagner Garcia.

Com o pagamento da metade do 13° salário, serão injetados no comércio R$ 177 milhões. O valor vai aquecer a economia em todo o estado. Wagner Garcia também sugere aos servidores que depositar o dinheiro na caderneta de poupança é um excelente negócio. Na última terça-feira do mês, dia 26, o governo do estado também irá pagar o salário dos servidores, serão mais R$ 250 milhões.

Segundo o secretário da Sefin, 13 estados brasileiros estão em situação financeira difícil e não estão conseguindo pagar a folha dos servidores.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Eleni Caetano
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Economia, Governo, Rondônia, Servidores


Compartilhe