Governo de Rondônia
Terça, 13 de abril de 2021

FORÇA FEMININA

Setic destaca o desempenho da mulher no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, em Rondônia

10 de março de 2021 | Governo do Estado de Rondônia

Trabalhos desenvolvidos por mulheres têm sido primordiais para o avanço na área de Tecnologia da Informação

No mês de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher e em todas as áreas de atuação a força feminina é reconhecida. No Governo de Rondônia, as mulheres têm se destacado nas mais diferentes pastas do Executivo Estadual, além de agregarem na harmonia entre as equipes. Uma combinação perfeita de sensibilidade e ousadia, que toda mulher possui. Na Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) isso é notório, com a participação de aproximadamente 28 servidoras, atuantes em diversos setores.

Elas estão mais fortes do que nunca e, aos poucos, têm se posicionado em funções importantes, como na área de desenvolvimento de softwares da Setic, onde a servidora Maria Luíza Coelho, de 27 anos, formada em Sistema de Informação, atua desde 2016, inicialmente como analista de sistema, em que desenvolvia os trabalhos de analista de requisitos e engenharia de softwares.

Maria Luiza conta que, no primeiro momento, sua pretensão era se formar em Engenharia Elétrica, porém, quando foi ingressar na Universidade Federal de Rondônia (Unir), o curso havia sido fechado. Foi então que, entre os cursos disponíveis estava o de Sistema de Informação, ao qual Maria Luiza se identificou. “Posso dizer que caí no curso de paraquedas e me identifiquei. Tive a oportunidade de ser indicada pela minha orientadora de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), para a vaga de analista de sistemas na Setic onde estou até hoje, me sentindo muito feliz pela escolha que fiz”, detalhou, enfatizando ainda que, no término do curso, foi a única mulher a se formar na turma entre os demais acadêmicos.

A analista de sistemas continuou investindo na carreira e já possui duas capacitações: certificação Scrum Product Owner e certificação Scrum Master. O Product Owner ou PO, é o membro de um time Scrum, responsável por manter a integridade conceitual das novas funcionalidades que serão implementadas no software e garantir que as necessidades dos clientes sejam atendidas, para que a equipe siga uma visão definida para o produto ou projeto. Além disso, ele também é responsável pela qualidade final das entregas.

“Minha intenção é continuar sempre aperfeiçoando o meu trabalho, afinal a gente nunca pode se acomodar. Como eu gosto do meu trabalho, sempre estarei investindo nessa área e, nos tempos de hoje, a informática é a área que todas as profissões precisam de Tecnologia da Informação (TI), que só cresce, inclusive na pandemia. Acredito que as mulheres precisam se motivar mais para explorar essa área”, concluiu.

Atualmente, a metodologia implantada pela Setic gerou um ganho significativo, com o aumento da produção de softwares, auxiliando outras organizações, tendo um valor alto de mercado, gerando consequentemente, uma economia maior para o Governo, por conta das implementações de softwares executadas pelo departamento da Superintendência, a qual Maria Luíza tem orgulho de fazer parte.

O destaque também vai para a chefe de gabinete da Setic, Jônica Evelly Costa da Silva, de 23 anos, que assim como Maria Luíza, tem uma trajetória de sucesso. Em 2017, entrou como estagiária na Central de Atendimento. Formada em Sistema de Informação e pós-graduada em Perícia Computacional, Jônica passou por vários setores como na Infraestrutura e Desenvolvimento. Dois anos depois passou a fazer parte da chefia do gabinete. O conhecimento em atuar em diversos estágios de órgãos, compreender processos de Informática e Direito foi fundamental para seu crescimento no setor.

Jônica também possui outras habilidades. Há quatro anos estuda a língua japonesa e há três se dedica ao idioma inglês. Seu propósito é não se acomodar, mas sempre evoluir. “Além da minha atuação como chefe de gabinete, atuo na área de Gestão de Processos, uma função de muita responsabilidade. Ainda sobra tempo para me dedicar à segunda graduação, que é Tecnólogo em Defesa Cibernética. Aqui dentro da Setic, estou sempre ajudando no que posso e para mim é muito gratificante fazer parte dessa equipe”, declarou Jônica.

Atuação das mulheres na tecnologia da informática tem gerado bons resultados

Jônica salientou ainda, que apesar de estar no gabinete, participa de todos os setores. A parte mais gratificante é poder trabalhar com profissionais que já foram seus professores. “Poder trabalhar com uma equipe completamente exemplar e bem qualificada é uma grande oportunidade, que talvez não teria em uma empresa privada”, concluiu.

PROFISSIONAIS CAPACITADAS

O coordenador de Infraestrutura e Serviços da Setic, Gabriel Carrijo Bento Teixeira, explica que as 28 servidoras são altamente capacitadas atuando em diversas frentes, desde a Administrativa, áreas de Infraestrutura, Desenvolvimento de Softwares, Gestão de Processos, entre outras. “São profissionais dedicadas, que desenvolvem seus trabalhos no dia a dia com muito esforço, contribuindo muito para que a Superintendência possa ser essa referência que é na área de Tecnologia de Informação”, elogia.

Gabriel pontua ainda que  não é muito comum ver mulheres atuando nesse setor específico. Porém, as que se interessam, demonstram ser competentes. “Na Setic, não houve um programa de contratação de mulheres, mas que vieram para a Superintendência, por competência, em processos seletivos, com entrevistas e realização de concursos. Portanto, todas as mulheres que atuam hoje na Setic são por mérito, devido à forte capacidade para atuarem na área junto à equipe”, ressalta.

O coordenador ressalta que a habilidade e domínio de conhecimento dessas mulheres serve de aprendizado para os demais servidores. “Podemos aprender muito com elas, com as competências técnicas nas quais elas são experientes. Por exemplo, há profissionais que são capacitadas em planejamento estratégico, outras em desenvolvimento de softwares, entre outras. Esse “know how” que elas têm, gera a troca mútua de conhecimento”, enfatiza Gabriel.

Todos os trabalhos desenvolvidos pelo público feminino têm sido primordiais para o avanço da Superintendência, evidenciando a contribuição e a intelectualidade das servidoras, tornando a Setic cada vez mais forte, competente e conseguindo avançar diante dos desafios.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Jaqueline Malta
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Rondônia, Serviço, Servidores, Tecnologia


Compartilhe