Governo de Rondônia
Sexta, 18 de janeiro de 2019

Plano de Contingência Influenza A (H1N1)

Governo do Estado de Rondônia

folder influenzaO presente documento refere-se ao Plano de Contingência do Porto de Porto Velho/RO sobre o controle de doenças na área portuária, elaborado pela equipe de colaboradores da Coordenação de Segurança e Setor de Gestão Ambiental e Segurança e Saúde no Trabalho da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia, o qual estabelece as diretrizes necessárias para atuação sobre eventos emergenciais atinentes a gripe H1N1.

Este Plano constitui-se em estratégias para o enfrentamento em emergências em Saúde Pública no Porto de Porto Velho/RO e caracteriza-se pela capacidade de resposta rápida quando acionado, exigindo- se dos envolvidos, comunicação eficaz e efetiva.

A questão do enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti e sua propagação de pelo menos três infeções: dengue, Chikungunya e Zika; bem como a gripe suína, também conhecida como gripe A ou H1N1, que mesmo apresentando fontes de origem diferentes, acabam por possuir sintomas similares, tais como febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares, vômito, diarreia, dor na garganta e fraqueza, tem exigido atenção redobrada dos agentes de saúde pública e de todos os segmentos da sociedade. A grande dificuldade no enfrentamento destas doenças, reside em evitar-se as formas de propagação e contágios, seja com a eliminação dos focos do mosquito, para as doenças de origem no mosquito, seja para a redução nas formas de contagio, para a H1N1.

A adoção de um plano básico, que contenha ações para enfrentamento de emergência em saúde pública na área portuária é de grande relevância, seja pela conscientização de todos os colaboradores de que uma eventual enfermidade compromete a dinâmica de trabalho da empresa, seja pela preparação técnica voltada a criar um poder de reação frente as adversidades originadas.

Sendo a questão da gripe A (H1N1), conhecida como gripe suína, ponto específico de abordagem neste Plano, a qual é tratada a nível mundial como uma pandemia; iremos focar os aspectos que regem a análise da doença, formas de prevenção e controle, bem como os procedimentos a serem adotados para minimizar seus efeitos junto aos colaboradores na área portuária e seu entorno.

PLANO DE CONTINGENCIA INFLUEZA H1N1


Compartilhe


Twitter
Facebook
Youtube