Governo de Rondônia
Terça, 22 de junho de 2021

PECUÁRIA

Técnicas de bovinocultura de corte despertam interesse em mais de 300 pessoas da região do Vale do Guaporé

31 de outubro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Com aproximadamente 130 mil cabeças de gado, das quais 110 mil cabeças destinadas à pecuária de corte, o distrito de São Domingos do Guaporé teve seu primeiro Dia Especial de Bovinocultura de Corte. Com a participação de mais de 300 pessoas entre agricultores, técnicos e interessados no segmento a ação visou disseminar conhecimentos técnicos e apresentar os caminhos para o agronegócio da carne. O evento foi realizado pela Emater-RO e contou com a participação de parceiros da iniciativa privada.

Fortalecimento da produção de carne, e leite

Fortalecimento da produção de carne e leite

A pecuária é tida por muitos como a atividade para médios e grandes produtores, devido aos investimentos para sua criação. Mas o que se verifica na região do Vale do Guaporé é uma cadeia produtiva bem organizada. “O que vemos é que o pequeno pecuarista faz parte da mesma cadeia da produção de carne dos médios e grandes pecuaristas, através da produção de bezerros que são vendidos para a engorda nas fazendas”, explica Luciano Brandão, gerente regional do escritório da Emater no Território do Vale do Guaporé.

A base econômica de São Domingos do Guaporé está alicerçada na produção de carne, leite e urucum, potencialidades essas elencadas no Plano Anual de Trabalho do escritório regional do Vale do Guaporé. Com o objetivo de fortalecer essas potencialidades, a Emater-RO propôs realizar um dia especial sobre a bovinocultura de a fim de repassar informações com palestras técnicas sobre produção e aumento do lucro do pecuarista.

O dia especial contou com mais de 300 participantes que tiveram a oportunidade de conhecer os resultados que vem sendo obtidos com os serviços de assistência técnica desenvolvidos na região, buscando-se o melhoramento genético de bezerros apartados com media de 270 kg/peso vivo. “Atualmente, através da assistência técnica efetiva, os produtores estão despertando para a necessidade de realizar a correção e adubação do solo para que possam dispor de maior quantidade de pasto com melhor qualidade”, conta o extensionista da Emater local, Geraldo Ferreira Filho.

Mais de 300 pessoas interessadas.

Mais de 300 pessoas interessadas.

Gilmar Ferreira Prado, professor de nutrição e forragem da Faculdade de Zootecnia de Uberaba-MG e especialista em nutrição animal, com mais de 30 anos de experiência na pecuária da região norte do país, destacou a importância das alternativas de suplementação mineral a pasto, mostrando ganhos reais no que se refere às necessidades nutricionais de cada fase de criação. Ele mostrou a real necessidade de cada período, para que se possa produzir leite e carne, apresentar fertilidade, produzir um bezerro mais pesado e, consequentemente, abater um boi mais pesado e com melhor rendimento de carcaça utilizando suplemento de boa qualidade.

Este foi um evento diferente dos costumeiros, pois visou atender não somente o pequeno, mas também o médio e o grande produtor. “Não podemos deixar de trabalhar a potencialidade local” disse o gerente regional da Emater-RO, satisfeito com o resultado do evento.

Além dos temas já elencados também foram apresentados outros como: a forma correta do preparo dos solos, escolha da forrageira ideal, correção e adubação para aumento da capacidade produtiva das áreas de pasto passando das atuais 0,8 UA/ha para 2,0 UA/ha e a importância do controle biológico das cigarrinhas das pastagens, através da utilização de fungos Metarhizium anisopliae.

Leia mais:
Dia Especial mostra potencialidade da piscicultura em Espigão do Oeste
Qualidade da água, sanidade e nutrição do peixe foram temas de dia especial de piscicultura em Ariquemes


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Wania Ressutti
Fotos: Emater-RO
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agropecuária, Evento, Governo


Compartilhe