Governo de Rondônia
Sexta, 20 de setembro de 2019

CAPACITAÇÃO

Técnicos que atuam com o Cadastro Único são treinados para melhor identificação das famílias de baixa renda em Rondônia

02 de agosto de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Gestores, técnicos municipais e gerentes das Regionais da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) participaram em Porto Velho de uma capacitação com o objetivo de sanar dúvidas, formar multiplicadores nos municípios e alinhar as ações do Cadastro Único (CadÚnico) em Rondônia. O evento aconteceu de quarta-feira (31) a esta sexta-feira (2), no auditório da Escola de Governo, no andar térreo do edifício Rio Jamari, no Palácio Rio Madeira.

Capacitação segue até esta sexta-feira no auditório da Escola de Governo

Pelo menos 60 pessoas, entre técnicos das secretarias municipais e os gerentes de sete Regionais da Seas, participaram do treinamento, ocasião em que foram repassadas informações e orientações pela equipe técnica da Seas que recentemente participou de uma capacitação em Brasília para a formação de multiplicadores em todos os Estados.

A capacitação destes técnicos é importante porque são eles os principais responsáveis pela identificação correta das famílias socialmente mais vulneráveis para serem beneficiadas pelo Bolsa Família e outros programas sociais dos governos federal e estadual, que têm como foco famílias que ganham até meio salário mínimo por pessoa; ou que têm até três salários mínimos mensalmente.

Com uma população estimada em 1,7 milhão pelo Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) de 2014, Rondônia tem 229.061 famílias inseridas no CadÚnico, e dessas pelo menos 80.673 são beneficiárias do Bolsa Família, o que corresponde a cerca de 13 ,38% da população, que segundo dados da Coordenadoria de Assistência Social (CAS) da Seas recebeu em abril deste ano R$ 12.300.288, uma média de R$ 152,47, cada.

Dos 101.582 crianças e adolescentes com perfil de educação no Estado, 96.086 são acompanhados pelo CadÚnico, que observou Taxa de Frequência Escolar (Tafe) de 94 ,59%, enquanto a média nacional é de 93 ,81%. Com relação ao perfil saúde, são 70.614 e desse total 40.999 recebem acompanhamento, uma média de 58 ,06% contra 77,15% em nível nacional.

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Os jovens inseridos no CadÚnico ainda são beneficiados com programas de qualificação. Nesta semana, por exemplo, o Ministério da Cidadania firmou parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi) para a qualificação de 800 mil jovens do Cadastro Único. O acordo prevê investimento de mais de R$ 2,3 bilhões em vagas para cursos profissionalizantes nos próximos quatro anos. Pelo acordo, os jovens serão encaminhados pelo Ministério da Cidadania e as inscrições serão feitas pelo Sesi. As vagas serão prioritárias para beneficiários do Bolsa Família que não estejam estudando nem inseridos no mercado de trabalho formal. A carga horária será de 300 horas, incluindo também reforço de português e matemática.

Para a secretária e primeira-dama Luana Rocha, esta é mais uma oportunidade que os jovens de Rondônia, inseridos nos critérios estabelecidos no acordo, terão para se tornarem independentes dos programas assistenciais, gerando sua própria renda e até se tornando empreendedores, ofertando emprego e renda também, para outras famílias.

“Promover a independência econômica das famílias de baixa renda é a principal proposta do governo estadual, em especial da Seas, que gerencia as políticas de assistência social em Rondônia com foco no desenvolvimento socioeconômico com a geração de emprego e renda nas localidades onde elas residem, aproveitando as potencialidades de cada região, como a castanha, açaí, piscicultura, entre outras alternativas econômicas”, disse Luana.

Leia Mais:

 Capacitação para o sistema do Bolsa Família com foco na atenção básica à saúde reúne em Porto Velho técnicos de vários municípios rondonienses


Fonte
Texto: Veronilda Lima
Fotos: Antônio Lucas
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Brasil, Capacitação, Evento, Governo, Inclusão Social, Rondônia


Compartilhe