Governo de Rondônia
Segunda, 22 de abril de 2019

BANDA LARGA

Telefone e internet tiram distritos de Rondônia do isolamento ainda em 2015

19 de fevereiro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Jacy-Paraná, distrito de Porto Velho

Jacy-Paraná, distrito de Porto Velho

Lugares desconhecidos para os brasileiros e muito falados no interior rondoniense passarão a existir de verdade ainda este ano, graças ao Programa Pioneiros Digitais. O sinal da telefonia móvel e da internet banda larga beneficiará 85 distritos de Rondônia, a custos viáveis.

Do grande mapa das comunicações nacionais farão parte, por exemplo, os distritos de Filadélfia do Oeste (Alta Floresta do Oeste), Extrema de Rondônia (Porto Velho), Tancredópolis (Alvorada do Oeste), Córgão (Chupinguaia), Forte Príncipe da Beira (Costa Marques) e o Garimpo de Bom Futuro (Ariquemes).

A meta de instalação dos serviços prevista para os quatro anos do segundo mandato do governador Confúcio Moura está sendo antecipada, confirmou o diretor-executivo de Tecnologia de Informação e Comunicação da Secretaria Estadual de Assuntos Estratégicos (Seae), Ronaldo Sawada Viegas.

Para instalar estações de rádio-base, o governo estadual contou com o apoio de prefeituras e concedeu, pela Lei  3.263, incentivos fiscais à operadora Claro, mediante a concessão de R$ 4,8 milhões de créditos presumidos de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Desde 2014, o governo atendeu na fase 1 aos distritos dos municípios de Alto Paraíso, Cacoal, Candeias do Jamari, Espigão do Oeste, Jaru, Itapuã do Oeste, Ministro Andreazza, Mirante da Serra, Nova União, Presidente Médici, Pimenteiras do Oeste, Teixeirópolis, Theobroma,  Porto Velho, Urupá, Vale do Paraíso e Vilhena. Na fase 2 serão instaladas estações e torres em diversos distritos das regiões do Baixo Madeira, Vale do Jamari, Zona da Mata, Sul e  Oeste do Estado e Vale do Guaporé.

Coube à Superintendência Estadual de Licitações (Supel) convocar operadoras interessadas a participar do programa.  “O incentivo fiscal do governo possibilita, a curto prazo, a ampliação da cobertura dos serviços aos distritos não atendidos, porque a maioria deles não era considerada rentável pelas operadoras”, disse Márcio Gabriel, titular da Supel.

INCLUSÃO TOTAL

Embora o Projeto Banda Larga atenda a distritos distantes até 30 quilômetros da sede dos municípios, o governo estadual quer vê-lo funcionando, principalmente, em escolas.

Em 2009, o governo Federal iniciou o Projeto Banda Larga para a telefonia rural e banda larga. Vencedora da licitação federal, a Claro chegou a Rondônia em fevereiro de 2014, cobrindo todos os municípios do Estado, cuja população é de 1,5 milhão de pessoas.

“Pelo menos 10 distritos fora das limitações serão incluídos na programação das estações. O governo estadual cobrirá todos os vazios de comunicação em diferentes regiões”, explicou Sawada.

Ele acredita no barateamento de custo da tecnologia exigida para Rondônia, fundamentando-se no curto espaço de tempo em que as redes serão instaladas. “Assim, outras operadoras poderão atuar no estado”, previu.

Sawada destacou que o acesso à informação e a vários serviços (saúde, educação, compras e segurança) por telefone e internet rurais possibilita o desenvolvimento econômico e social. “O sistema aumenta em todas as regiões do estado o potencial de criação de empregos e renda da economia rondoniense”, disse.

INFOVIA 

infovia❶ A Secretaria Estadual da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) fazia funcionar o sistema com 64 e 128 kbytes, ao preço reduzido na média de 70%. Atualmente, seus links operam com um megabyte, configurando-se grande avanço.

❷ Alto Alegre dos Parecis, Buritis, Cabixi, Campo Novo, Colorado do Oeste, Costa Marques, Extrema, Guajará-Mirim, Nova Mamoré, Pimenteiras do Oeste e Vilhena avançaram no que se denomina linkagem de torres.

❸ De 141 pontos de presença, o estado conta atualmente com 380 pontos que funcionam em delegacias de polícia, destacamentos policiais militares e sedes do Corpo de Bombeiros, agora unificados pelas Unidades Integradas de Segurança Pública.

❹ A escolha das localidades contempladas pelos serviços é feita pela Seae, atendendo às normas expedidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).


Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Daiane Mendonça e Infográfico DTIC
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Comunicação Interna, Distritos, Economia, Edital, Empresas, Governo, Infraestrutura, Legislação, Lei da Informação, Meio Ambiente, Municípios, Obras, Polícia, Rondônia, Segurança, Serviço, Sociedade, Solidariedade, Tecnologia


Compartilhe