Governo de Rondônia
Quarta, 24 de julho de 2019

ESPORTE

Torneio de xadrez encerra semana comemorativa ao Dia do Servidor

27 de outubro de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

O torneio contou com a participação de 15 servidores públicos

O torneio contou com a participação de 15 servidores públicos

Pela primeira vez foi realizado em Rondônia torneio de xadrez direcionado aos servidores públicos. O evento faz parte da semana comemorativa ao Dia do Servidor Público, celebrado anualmente em 28 de outubro. O atleta Jânio Silva, considerado uma lenda nesta modalidade esportiva, destacou a importância do governo incentivar a pratica entre os servidores.

‘‘Quero agradecer ao governador por ter essa sensibilidade em incentivar o xadrez entre os servidores. É de interesse dele criar, no Centro de Convivência do servidores, uma área para a prática do xadrez. Meus agradecimentos também a Ísis [titular da Sugespe] pelo apoio e também à Casa Militar’’, destacou Jânio, que também é presidente do Clube de Xadrez.

De acordo com Jânio, a prática do xadrez gera inúmeros benefícios. ‘‘O xadrez, além de ser uma ferramenta pedagógica, também traz uma elasticidade mental, um raciocínio mais lógico, um raciocínio filosófico. É praticado em países de primeiro mundo e adotado como disciplina escolar’’, afirmou.

Participaram do torneio 15 servidores de prefeituras e instituições estaduais. A competição contou com a participação de representantes de órgãos como o Tribunal de Justiça, Procuradoria Geral do Estado, Secretaria de Estado de Finanças (Sefin); Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e da Infraero.

Jânio Silva é considerado um atleta de referência no xadrez rondoniense

Jânio Silva é considerado um atleta de referência no xadrez rondoniense

‘‘Nós temos a presença do procurador aposentado, Wilson Teramoto, que foi um dos grandes enxadrista de Rondônia. Ele representou nosso estado em competições nacionais, além da presença de outros enxadristas que se destacam no estado’’, disse Jânio.

Para garantir uma disputa justa, o professor Rogério Kester, do município de Cacoal, foi convidado para fazer a arbitragem do torneio. Ele também é árbitro da Confederação Brasileira e Internacional de xadrez.

‘‘É um evento importante para estarmos divulgando nosso esporte, muitas vezes desconhecido. Antigamente tinha-se como um esporte de elite, hoje a gente percebe que é um esporte do povo, mas a gente ainda percebe, também, a carência de eventos dessa natureza, apesar do interesse do público. Então, a gente fica feliz com essa iniciativa do estado em fazer esse torneio’’, ponderou Kester.

Ele ainda desfez o mito que a modalidade seja de difícil aprendizagem. ‘‘Aprender o xadrez não é difícil. As regras em uma ou duas horas a gente aprende, o que é difícil é se tornar um bom jogador de xadrez, o que requer treinamento. Nesse torneio temos jogadores fortes. Temos uma competição bem disputada. O nível é alto’’, garante o arbítrio.

INCENTIVO

Como presidente do Clube de Xadrez, Jânio Silva tem a expectativa que a modalidade tenha ainda mais incentivo no estado. ‘‘Está previsto para dezembro um evento aberto com apoio da Confederação Brasileira de Xadrez. Também estamos promovendo curso. Além disso, estamos em contato com prefeituras para incluir o xadrez escolar e, possivelmente, com a Secretaria de Estado da Educação, também para que haja esse incentivo’’, adiantou.

Jânio acredita que com o apoio das instituições públicas o xadrez conquiste mais espaço em Rondônia. Jânio é um atleta considerado de referência na modalidade. ‘‘Já participei de competições nacionais, tive a honra de ganhar dois regionais Norte de xadrez, empatei com alguns grandes mestres de xadrez. Fui considerado um dos grandes enxadrista nas décadas de 80 e 90, cheguei a empatar com o terceiro melhor jogador do mundo’’, pontuou, destacando três características que um bom enxadrista precisa ter: dedicação, estudo e perseverança.

ARTESANATO

Feira de artesanato contou com a participação de cerca de 10 servidoras públicas

Feira de artesanato contou com a participação de cerca de 10 servidoras públicas

Além da competição esportiva, a Semana do Servidor foi marcada pela exposição de artesanato. Cerca de dez servidoras participaram da iniciativa organizada pela Coordenação de Recursos Humanos da Gerência de Provimento, Avaliação e Saúde Ocupacional da Secretaria do Estado da Educação (Seduc).

Arte em tecido e em madeira, tapetes de choche e artigos femininos foram alguns dos produtos que estiveram em exposição no pátio do Palácio Rio Madeira. ‘‘Eu comecei a fazer artesanato como uma forma de uma terapia mental. Me desestressa e a minha mente fica muito mais leve. Eu comecei há dez anos, e agora ser valorizada através dessa feira organizada pela Secretaria de Estado da Educação é gratificante’’, ressaltou a chefe do Núcleo de Provimento da Seduc, Neves Oliveira.

A feira de artesanato também foi uma oportunidade para a técnica educacional Márcia Cristina Santana mostrar o talento com a arte que desenvolve desde criança. ‘‘É muito bom ser reconhecida, saber que nosso trabalho está sendo valorizado. Nós agora já temos a carteira nacional do artesão através da Seduc. Isso tudo é muito bom’’, afirmou.

CURSOS

Servidores participaram de curso sobre gestão e fiscalização de contratos

Servidores participaram de curso sobre gestão e fiscalização de contratos

Os servidores também tiveram nesta quinta-feira (27) acesso a cursos com as seguintes temáticas: Relação interpessoal, Redação oficial; Português instrumental e também sobre Gestão e fiscalização de contratos.  A analista de gestão agropecuária da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), Sandra Regina Milane Chagas, foi a palestrante convidada para esclarecer dúvidas dos servidores quanto ‘‘Gestão e fiscalização de contratos’’.

‘‘A administração quando capacita seus servidores o intuito dela é que haja eficácia em seus atos, e este treinamento em especial é muito importante porque a administração terceiriza os seus serviços. O foco tem que ser na fiscalização do contrato para que a administração tenha um serviço de qualidade prestado pelo seu contratado’’, afirmou a analista, completando que ter profissionais capacitados nesta área significa mais celeridade na execução de obras e serviços do estado sem desperdício de dinheiro público.

Para Raimunda Alves, que trabalha no setor administrativo de contratos da Superintendência de Gestão dos Gastos Públicos Administrativos (Sugespe), o curso serviu para ampliar o conhecimento e dar mais segurança para os trabalhos relacionados aos contratos do governo. ‘‘É muito importante ter esse debate, principalmente quando se trata de termo de contrato. Hoje eu saio daqui com uma nova experiência, tirei várias dúvidas e agora vou trabalhar com mais segurança’’, argumentou.

 


Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Brasil, Capacitação, Contratos e Aditivos, Cursos, Esporte, Evento, Governo, Lazer, Rondônia, Serviço, Servidores


Compartilhe