Governo de Rondônia
Sábado, 06 de março de 2021

EDUCAÇÃO

Trabalhadores com Ensino Médio no Brasil chegam apenas a 40%, diz presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina

25 de maio de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

Glauco Corte: trabalhadores menos qualificados são os primeiros a ser desligados do emprego.

Glauco Corte: trabalhadores menos qualificados são os primeiros a ser desligados do emprego

O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Corte, disse que chega a 40% o percentual de trabalhadores com Ensino Médio no Brasil, enquanto que nos Estados Unidos e na Europa atinge 80%. Glauco Corte veio a Porto Velho para participar, nessa segunda-feira (23), do lançamento do projeto Movimento Rondônia pela Educação, liderado pela Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), com quem firmou termo de cooperação técnica.

Foi essa realidade de baixa qualificação do trabalhador no País que levou a entidade empresarial de Santa Catarina a liderar movimento pela educação, e logo no primeiro ano, segundo Glauco Corte, 500 mil pessoas já estavam envolvidas na proposta, participando das ações desenvolvidas.

“É na crise, como a experimentada pelo Brasil, que nesse momento tem 11 milhões de desempregados, que os trabalhadores menos qualificados são os primeiros a ser desligados do emprego e os últimos a serem readmitidos”, lamentou Glauco.

Consolidado em 2013, o projeto de Santa Catarina deslanchou no ano seguinte com foco na família e sua presença na escola; e em 2015 centrou ações no jovem. “Criamos a figura do Jovem Embaixador nas 16 regiões do movimento pela educação. Eles se envolvem, participam e dão sugestões”, disse, citando a criação do programa “Educação que faz sentido” para reduzir a evasão escolar e o absenteísmo (ausência).

No ano que vem a Fiesc e apoiadores irão focar no professor. “Só 2% dos jovens no Brasil querem ser professor”, disse, destacando que na cidade de Nova Iorque cada vaga de professor é disputada por três pessoas.

O diretor do Instituto Ayrton Sena e membro do Conselho Nacional de Educação, Mozart Neves Ramos, disse ter ficado satisfeito com a proposta lançada pela Fiero. “Vejo que existe o alinhamento entre o poder público e a sociedade. Este é o primeiro passo para a vitória”, disse, parabenizando o governo de Rondônia.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Mara Paraguassu
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Capacitação, Convênios, Ecologia, Educação, Rondônia, Servidores


Compartilhe