Governo de Rondônia
Quinta, 25 de abril de 2019

SISTEMA SOCIOEDUCATIVO

Unidade Socioeducativa de Ariquemes promove oportunidade de profissionalização aos socioeducandos com o projeto ‘Corte Certo’.

01 de março de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

Adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, internos da Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo (Fease) em Ariquemes, participam do projeto ‘Corte Certo’. O curso iniciou-se em 12 de fevereiro e terá duração de três meses, sendo duas vezes por semana, concluindo-se no mês de maio.

Socioeducandos na primeira aula prática de corte de cabelos

Na quinta-feira (28), os adolescentes tiveram a oportunidade de exercerem de fato a atividade de corte de cabelo. “O curso está ótimo, muito bom e eu vejo como uma profissão que a gente aprende e pode sair daqui e abrir um salão quem sabe”, declarou uns dos adolescentes.

A ideia do projeto nasceu do anseio da equipe da unidade por atividades que pudessem auxiliar os socioeducandos no processo de profissionalização, e ressocialização. Partindo desta premissa, a direção da unidade buscou parceria com o Conselho da Comunidade na Execução Penal para angariar fundos oriundos de multas junto à Vara de Execuções Penais de Ariquemes. Após a parceria firmada, coube a equipe técnica da unidade idealizar e elaborar um projeto que correspondesse a estes anseios.

“Excelente o curso de capacitação para os adolescentes. Aqui eles estão se comportando de maneira muito boa. Todo mundo está aprendendo com afinco e buscando algo. Estou gostando muito. Tomara que tenha extensão deste curso”, disse Nilton César Viola, diretor de segurança da unidade socioeducativa de Ariquemes.

Segundo o diretor geral da unidade, André Marciano Terra, “os Internos, participantes do projeto, tinham histórico de mau comportamento dentro da unidade, porém, com o início do curso, eles vem demonstrando uma melhora surpreendente tanto no comportamento quanto no trato com os demais colegas de internação.

É visível a dedicação dos adolescentes na aprendizagem, os demais internos participam na hora dos cortes”. Acrescenta ainda que a participação dos servidores Agentes de Segurança Socioeducativo têm sido imprescindível no apoio ao curso.

O projeto tem superado as expectativas, e acredita-se que este abrirá oportunidades aos socioeducandos no processo de ressocialização, conclui Nilton César Viola, diretor de segurança da unidade.

Leia mais:

Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo e Secretaria de Educação debatem educação dos socioeducandos


Fonte
Texto: Aparecida Sousa e
Fotos: Arquivo Fease
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Capacitação, Cursos, Governo, Inclusão Social, Rondônia, Serviço, Sociedade


Compartilhe