Governo de Rondônia
Quinta, 25 de fevereiro de 2021

AGRONEGÓCIO

Vacas leiteiras e touros reprodutores custam acima de R$ 10 mil e podem ser financiados na Rondônia Rural Show

25 de maio de 2016 | Governo do Estado de Rondônia

NOME BERIMBAU.RAÇA GIROLANDO FOTOS DE ÉSIO MENDES (4)

Touro “Berimbau”, jovem reprodutor da Fazenda São Lucas, em Ji-Paraná

 

A venda de matrizes leiteiras de alto padrão genético é um dos segmentos mais ricos da 5ª Feira Rondônia Rural Show, no Parque de Exposições Hermínio Victorelli, em Ji-Paraná.

Com financiamento bancário ou pagamento à vista, o criador interessado poderá adquirir gado leiteiro no pavilhão da pecuária, que reúne o melhor da bacia leiteira rondoniense. São animais certificados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A vaca “Fauna”, com 36 meses de idade, cria do cruzamento de touro holandês com gir leiteiro, rende 36 litros de leite por dia, volume considerado acima da média normal. Custa R$ 10 mil.

O touro “Berimbau”, pesando 17 arrobas, fará dois anos, tem a mesma cotação e iniciará sua vida útil na reprodução a partir do momento em que for adquirido.

A vaca e o touro vieram da Fazenda São Lucas, de propriedade de Saulo Marcondes Gomes e Elivânia Pereira de Cristo.

NOME FAUNA.RAÇA GIROLANDO FOTOS DE ÉSIO MENDES  (5)

Vaca “Fauna”, com 36 meses de idade

DE MINAS GERAIS

Matrizes da raça girolando são trazidas de Araxá (MG). O gado girolando predomina em propriedades rurais próximas à rodovia BR-364, nos municípios de Jaru e Ouro Preto do Oeste.

Saulo Marcondes vê boas perspectivas de negócios na feira. “No ano passado [4ª edição], vendemos para fazendeiros do Amazonas e de Mato Grosso, mas os daqui são em maior número”, ele relata.

No ano passado, pecuaristas e técnicos debateram a bacia leiteira rondoniense, concluindo que Rondônia ainda enfrenta desafios no setor. Mesmo sendo o maior produtor de leite da região Norte brasileira [2,5 milhões de litros/dia, em média], não dispõe de boa logística.

Pesquisas sobre essa realidade já estão disponíveis para que o setor prospere na quantidade e qualidade do produto.

A Embrapa-RO visitou 275 propriedades rurais em 2013, constatando que na microrregião de Ji-Paraná [abrangendo Jaru, Governador Jorge Teixeira, Theobroma, Ouro Preto do Oeste, Vale do Paraíso, Nova União, Mirante da Serra, Urupá, Teixeirópolis e Presidente Médici] a produção alcançava 980 mil litros/dia, o equivalente a 38% do leite rondoniense.

Leia mais sobre a RSS


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Montezuma Cruz
Fotos: Esio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Assistência Social, Capacitação, Distritos, Ecologia, Economia, Educação, Empresas, Governo, Inclusão Social, Indústria, Infraestrutura, Justiça, Legislação, Meio Ambiente, Rondônia, Saúde, Serviço, Servidores, Sociedade, Solidariedade, Tecnologia, Transporte


Compartilhe