Governo de Rondônia
Quinta, 13 de maio de 2021

Soja

Vazio sanitário da soja começa domingo

11 de junho de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

2183Produtores de soja devem ficar alertas para o início do vazio sanitário da soja, que começa no próximo dia 15 e segue até 15 de setembro. Durante este período fica proibido o cultivo de soja e na área não deve existir plantas voluntárias, também chamadas de tigueras (plantas que nascem dos grãos que sobram da colheita). A determinação será fiscalizada pela Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron).

A medida tem o objetivo de diminuir a incidência precoce das pragas e doenças na safra posterior, como a ferrugem asiática da soja e a Helicoverpa armigera. “Esta é a principal vantagem do vazio sanitário, pois o produtor economiza em produtos para fazer o controle das pragas”, fala o coordenador do Programa de Monitoramento de Pragas da Idaron, Getulio Moreno.

O coordenador explica que até o ano passado não havia a obrigação de eliminar as plantas tigueras. “Outra mudança é que os produtores têm que eliminar as plantas voluntárias que nascem na estrada em frente à propriedade rural”. Empresas que armazenam, processam e transportam soja também são obrigadas a eliminar das plantas em seus pátios.

A Idaron também recomenda que seja antecipada a dessecação (eliminação de todas as plantas) da área para plantio, com o objetivo de eliminar plantas daninhas que possam hospedar alguma praga.

Além de Rondônia e Distrito Federal, outros dez Estados brasileiros adotam o vazio sanitário, como Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, São Paulo e Tocantins.

Na safra 2013/2014 foram plantados mais de 182 mil hectares de soja em Rondônia, em cerca de 960 propriedades. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Estado produziu na última safra mais de 570 mil toneladas do grão.

Segundo a Instrução Normativa 001/2013 da Idaron, o produtor que não cumprir o vazio sanitário poderá sofrer sanções, como multa. “A maioria dos produtores entende a importância do vazio sanitário e o adotam”, fala o coordenador. Além disto, a IN prevê que os produtores devem fazer o cadastro na Idaron de áreas que irão produzir soja, entre 16 de setembro e 30 de dezembro.

“Muitas vezes o melhor controle de alguma praga não se faz só com produtos fitossanitários. Estas ações são bem eficientes”, fala o presidente da Idaron, Marcelo Henrique Borges.

A Idaron informa que podem ser feitas denúncias anônimas à Agência, identificando o local e o denunciado, através do telefone 0800 643 4337.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Amabile Casarin
Fotos: Arquivo Idaron
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Governo, Legislação, Rondônia


Compartilhe